Edições Anteriores
  • Edição 264

  • Edição 263

  • Edição 262

  • Edição 261

  • Edição 260

  • Edição 259

  • Edição 258

  • Edição 257

  • Edição 256

  • Edição 255

  • Edição 254

  • Edição 253

DOMINGO DO BATISMO DO SENHOR

9 de janeiro de 2017

Oferecemos abaixo um subsídio elaborado para auxiliar quem prepara as celebrações litúrgicas dominicais. Além do aprofundamento dos textos bíblicos,indicamos também a sua relação com a vida e o mistério celebrado.


1. Aprofundando os textos bíblicos: Isaías 42,1-7; Salmo 29(28); Atos 10,34-38; Mateus 3,13-17

O batismo de Jesus é um fato importante, testemunhado também pelos outros evangelistas (Mc 1,9-11; Lc 3,21- 22; Jo 1,29-34). Jesus quis receber o  batismo junto com o povo que buscava renovação, reconhecendo a missão profética de João Batista. Ele vem para cumprir toda a justiça, que se apoia na   misericórdia e na bondade do Pai. No momento em que Jesus saia das águas do batismo, os céus se abriram para simbolizar a manifestação do Pai na vida e missão do Filho. O Espírito que ungiu os profetas para atuar em favor do povo sofrido (Is 42,1-7; 61,1) desceu sobre Jesus como pomba, de forma amorosa. A voz vinda céu proclama a identidade filial de Jesus como Servo (Is 42,1; Sl 2,7), Filho amado de Deus, plenamente habilitado a assumir sua  missão messiânica (12,17-21). A experiência de Deus Pai cumula Jesus com o seu Espírito e o move a anunciar a Boa Nova do Reino aos mais necessitados. Por meio do serviço e da entrega total da vida em favor do ser humano, Jesus indicará o caminho da salvação (20,28; 26,28). A leitura de Isaías, que é o  primeiro cântico do Servo, mostra que o escolhido com  a força do Espírito do Senhor promove o direito e está a serviço da justiça, abrindo  os olhos aos cegos, libertando  os prisioneiros, iluminando os que vivem na escuridão. O salmo é um hino de louvor ao Criador, que revela sua presença de amor e glória nos fenômenos da natureza. A voz de Deus sobre as águas encontra ressonância no evangelho, na voz que se faz ouvir no Jordão, depois do batismo de Jesus. A leitura dos Atos dos Apóstolos proclama que Jesus, Ungido por Deus com o Espírito Santo, passou a vida fazendo o bem e curando  todos os males, porque Deus estava com Ele.

2. A palavra na vida

No batismo, fomos marcados com o mesmo sinal  que Jesus recebeu no Jordão, para continuarmos a missão a serviço da misericórdia e da justiça de Deus.

3. A palavra na celebração

A solenidade do batismo do Senhor fecha o ciclo do Natal e abre o tempo da manifestação de Jesus na sua missão. Ao celebrar esta festa, renova-se na Igreja a alegria da filiação batismal e da missão. Que o mistério deste dia abra nossos corações aos apelos do papa Francisco, no exercício de sair das zonas de conforto para as periferias existenciais.