Preparando o Dia do Senhor

27º DOMINGO DO TEMPO COMUM ANO A- 2020

Preparando o Dia do Senhor

4 de outubro de 2020

1. Aprofundando os textos bíblicos: Isaías 5,1-7; Salmo 80(79); Filipenses 4,6-9; Mateus 21,33-43

O Mestre convida a escutar outra parábola sobre a vinha, plantada e protegida com todo o cuidado
em vista de uma excelente colheita, como realça a construção do “lagar” para prensar a uva. A
vinha foi arrendada a vinhateiros, confiada aos cuidados dos dirigentes, que se apropriam da
herança dos pequenos e não entregam os frutos esperados. Fiel à aliança, Deus não abandona o povo
sofrido e envia servidores, profetas para garantir a realização de seu projeto. Mas os maus
vinhateiros “espancam,matam e apedrejam” os enviados de Deus a serviço da justiça e solidariedade
(21,34-36; 23,29-39). Por fim, Deus envia seu próprio Filho que será rejeitado e crucificado fora
dos muros de Jerusalém. Ao concluir a história, Jesus questiona seus interlocutores a respeito da
atitude que o proprietário irá tomar, quando retornar à sua vinha. A resposta dos chefes dos
sacerdotes e anciãos manifesta o tipo de religião que praticavam, ao imaginar que o dono da vinha
castigaria os vinhateiros com violência. Jesus revela o Deus Pai que rompe com a violência e
destituirá do poder os vinhateiros homicidas. O Reino de Deus será confiado a um povo que produza
frutos de justiça e vida digna para todos. Jesus, a pedra rejeitada que se tornou “pedra que sustenta
a construção” (21,42; Sl 118,22), ilumina a comunidade a produzir “frutos do Reino de Deus” em
prol dos mais desfavorecidos. A leitura do profeta Isaías, situada no séc. VIII a.C., é o cântico
da vinha que descreve os cuidados de Deus ao povo, chamado a produzir frutos pelo direito e a
justiça, não uvas azedas de injustiça, violência e exploração. O salmo é uma súplica confiante
pela salvação do povo, comparado a uma videira plantada e que se encontra ameaçado em sua sobrevivência.
A leitura aos Filipenses convida a praticar os ensinamentos recebidos, ocupando-se com o que é
verdadeiro, honroso, justo, puro, amável, virtuoso, confiando na presença do Deus da paz.

2. A palavra na vida
A mensagem de Jesus interpela ao compromisso com a vinha do Senhor, solidários na construção de uma
sociedade nova, baseada na justiça e partilha fraterna. Com atitude profética possamos colaborar
com as lideranças, chamadas a servir com gratuidade o povo que pertence a Deus.

3. A palavra na celebração
Enxertados em Cristo, pelo mistério de sua morte e ressurreição, sintamo-nos fortalecidos para produzir
os frutos que o Pai deseja e espera de nós.

Ir. Helena Ghiggi é Discípula do Divino Mestre, mestra em Bíblia e assessora cursos de formação bíblica.

Ir. Neusa Bresiani é Discípula do Divino Mestre, tem especialização em liturgia, é membro da rede Celebra e contribui no serviço da formação litúrgica nas comunidades.

COLABORE COM A REVISTA DE LITURGIA: RENOVE, ASSINE, DIVULGUE!

Related Posts

Deixe uma resposta