Celebre em casa o Domingo

Jesus prometeu que onde dois ou três estejam reunidos em seu nome, ele estará no meio. Graças ao batismo, todo núcleo familiar, nas suas várias configurações, é uma comunidade de fé. Reunida em oração, torna-se sinal da presença do ressuscitado, Ele que tantas vezes se reuniu com os seus discípulos e discípulas, em suas casas como irmão e amigo. 

Neste domingo, contemplamos o Ressuscitado na imagem do Pastor que dá a vida pelas ovelhas. Que tenhamos a fortaleza do pastor, apesar de nossas fragilidades, e perseveremos no seu caminho. Podemos recordar pessoas que são verdadeiras testemunhas do bom pastor.

  1. ABERTURA
    Quem preside canta, os demais repetem:
    Verdadeiramente, ressurgiu Jesus, [bis]
    Cantemos aleluia, resplandece a luz. [bis]
    Eis que um santo dia, para nós brilhou, [bis]
    Nele, o Senhor agiu, sem fim seu amor. [bis]
    Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo Espírito. [bis]
    Glória à Trindade santa, glória ao Deus bendito. [bis]
  2. MOTIVAÇÃO
    Neste domingo, contemplamos o Ressuscitado na imagem do Pastor que dá a vida pelas ovelhas. Que tenhamos a fortaleza do pastor, apesar de nossas fragilidades, e perseveremos no seu caminho. Podemos recordar pessoas que são verdadeiras testemunhas do bom pastor.
  3. SALMO 23[22]
    Oremos colocando nossa confiança no Senhor, Pastor que se faz hóspede em nossa casa. Peçamos que Ele nos livre de todos os perigos.
    Vós sois meu Pastor, ó Senhor,
    Nada me faltará se me conduzis.
    1.Em verdes pastagens, me leva a repousar.
    Em fontes bem tranquilas, as forças recobrar.
    2.Por justos caminhos, meu Deus, vem me guiar.
    De todos os perigos, meu Deus, vem me livrar.
    3.Meu Deus junto a mim, o mal não temerei;
    seguro em seu cajado, tranquilo eu estarei.
    4.Me preparais a mesa, perante o opressor,
    me perfumais a fronte, minha taça transbordou.
    5.Felicidade e amor, sem fim me seguirão,
    um dia em vossa casa, meus dias passarão.

Oração silenciosa

4.ORAÇÃO
Oremos ao Senhor [silencio]

Deus de ternura, conduze à alegria do teu reino
todos os homens e mulheres que buscam teu rosto,
para que o pequeno rebanho dos discípulos e discípulas de Jesus possa atingir, apesar da sua fraqueza, a fortaleza do Pastor, por quem te pedimos na unidade do Espírito Santo. Amém.

5.LEITURA DO EVANGELHO – João 10,27-30
Uma pessoa da casa faça pausadamente a leitura:
Leitura do Evangelho de João. Naquele tempo, disse Jesus: 27As minhas ovelhas escutam a minha voz, eu as conheço e elas me seguem. 28Eu dou-lhes a vida eterna e elas jamais se perderão. E ninguém vai arrancá-las de minha mão. 29Meu Pai, que me deu estas ovelhas, é maior que todos, e ninguém pode arrebatá-las da mão do Pai. 30Eu e o Pai somos um.’ Palavra da salvação.

  1. MEDITAÇÃO
    Quem preside lê o texto abaixo e abre para a partilha do grupo:
    O contexto desta passagem é a opressão dos chefes religiosos judeus, exigindo de Jesus uma resposta clara à pergunta se ele é ou não o Messias. Jesus evita usar o título Messias, apontando para os dois polos de sua missão: sua relação de intimidade com a comunidade e sua relação de intimidade com o Pai.
    Jesus é bom pastor porque tem com os seus discípulos uma relação de convivência, formando com eles, não um grupo de trabalho, mas uma comunidade de vida. Jesus oferece uma vida eterna, e os discípulos escutam a sua voz, e ninguém vai desfazer esta aliança. As palavras de Jesus nos dão a segurança de que nada vai nos separar dele. Da nossa parte é fundamental escutar a sua voz e não a confundir com tantas vozes que podem nos dispersar do seu projeto.
    Em nossa oração, peçamos que o Senhor coloque em nosso coração o desejo de escutar sempre a sua palavra e de buscar a comunhão com ele e com as pessoas de nossa família, nossos vizinhos, nossa comunidade.
  2. PRECES
    Invoquemos a Cristo, e confiemos a ele as nossas preces, dizendo:
    Lembra-te de nós.
    Ó Cristo, tu que és um com o Pai, reúne as Igrejas na unidade do amor fraterno e do serviço ao reino.
    Lembra-te de nós.
    Ó Cristo, nosso Pastor e guia de todos os que são forçados a migrar de suas terras e de quem vive sob ameaça dos grandes.
    Lembra-te de nós.
    Ó Cristo, voz do Pai que fala aos nossos corações,
    nos atrai para te seguir e nos da firmeza em meio às aflições do momento presente.
    Lembra-te de nós.

Preces espontâneas…

  1. PAI NOSSO
    Oremos a oração que Jesus nos ensinou: Pai nosso…
  2. BÊNÇÃO
    Deus pastor e guia, conduza por caminhos de vida e de paz esta comunidade e abra os nossos ouvidos para escutar com atenção amorosa a voz do Pastor, bendito pelos séculos dos séculos. Amém.
    Que pela força do teu Espírito que ressuscitou Jesus dentre os mortos, ressuscite-nos desde já para uma vida nova, agora e para sempre. Amém.
    Abençoe-nos o Pai e o Filho e o Espirito Santo. Amém.
    Que todos os irmãos e irmãs que adormeceram no Senhor, por sua misericórdia, descansem em paz. Amém.

ORAÇÃO À MESA
Estando todos/as em torno da mesa, canta-se o refrão:
Eu vim para que todos tenham vida,
que todos tenham vida plenamente.

Quem preside faz a oração:
Nós te louvamos Senhor Jesus, porque ressuscitado te manifestaste aos discípulos durante uma refeição. A nós que recebemos o dom da tua Palavra, concede-nos partilhar
estes alimentos na alegria e em ação de graças; dá-nos um coração generoso para repartir o que temos e somos. A ti a glória pelos séculos. Amém

Roteiro: Penha Carpanedo, pddm, redatora da Revista de Liturgia e membro da Rede Celebra.
Desenho: Kelly de Oliveira, pddm.

.

ASSINE A REVISTA DE LITURGIA!

Revista de Liturgia é um serviço de formação litúrgica destinada ao povo de Deus, especialmente às pessoas que atuam na pastoral litúrgica e nos diversos ministérios dentro da celebração. Traz artigos de excelente conteúdo e de fácil leitura, sobre diversos temas, sempre em sintonia com a pastoral litúrgica da Igreja no Brasil, em função da prática celebrativa das comunidade e da relação liturgia e catequese. 

Back to list

Related Posts

Deixe um comentário