Celebração da Palavra

Corpo e Sangue de Cristo – Ano B 2021

Corpo e Sangue de Cristo – Ano B 2021

Nesta solenidade do Corpo e Sangue de Cristo, somos convidados a nos deter diante da aliança que o Cristo fez conosco ao entregar-nos seu corpo e seu sangue nos sinais do pão e do vinho. Celebremos de tal modo esta festa que possamos fazer de cada eucaristia, expressão autêntica da nossa fé no seguimento de Jesus.

1. CHEGADA
Onde reina o amor, fraterno amor,
onde reina o amor, Deus aí está.

2. CANTO DE ABERTURA
Procissão com a cruz e o livro da Palavra. Canto – ODC, p. 279: Oi louvai ao Senhor nosso Deus. CD Paulus, festas II: Cristo, pão dos pobres, faixa 1.

3. SINAL DA CRUZ E SAUDAÇÃO
Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.
A graça e a paz do Senhor Jesus estejam com vocês.
Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

4. SENTIDO DA CELEBRAÇÃO
O(a) animador(a), ou quem preside, com breves palavras, introduz o sentido da celebração:
Nesta solenidade do Corpo e Sangue de Cristo, somos convidados a nos deter diante da aliança que o Cristo fez conosco ao entregar-nos seu corpo e seu
sangue nos sinais do pão e do vinho. Celebremos de tal modo esta festa que possamos fazer de cada eucaristia, expressão autêntica da nossa fé no seguimento de Jesus.

5. ATO PENITENCIAL 
CD Paulus, festas II, faixa 16.
Inclinemos o nosso coração, invoquemos a compaixão do Cristo e imploremos sobre nós o seu perdão. [breve silêncio]
– Senhor, tem piedade dos corações arrependidos.
Tem piedade de nós, tem piedade de nós.
– Jesus, tem piedade dos pecadores humilhados!
– Senhor, tem piedade dos que tem sede de justiça.
Deus de terna compaixão, tenha piedade de nós, dá-nos seu perdão e a sua paz. Amém.

6. GLÓRIA – CD Paulus, partes fixas 9 – 14.

7. ORAÇÃO DO DIA
Oremos ao Senhor… [breve silêncio]
Senhor Jesus Cristo,
no admirável sacramento da eucaristia
deixaste-nos, como herança,
o memorial de tua paixão e entrega por nós.
Dá-nos celebrar com profundidade o mistério do teu amor
para colher, em cada dia de nossas vidas,
os frutos da salvação.
Tu que és Deus com o Pai e o Espírito Santo. Amém!

8. LEITURAS BÍBLICAS
Êxodo 24,3-8
Salmo116(115) CD Paulus, festas II, faixa 3;
Elevo o cálice da minha salvação
Invocando o nome santo do Senhor.
1. Que poderei retribuir ao Senhor Deus
Por tudo o que ele fez em meu favor?
Elevo o cálice da minha salvação,
Invocando o nome santo do Senhor.

2. É sentida por demais pelo Senhor
A morte dos seus santos, seus amigos.
Eis que sou vosso servo, ó Senhor,
Mas me quebraste os grilhões da escravidão!

3. Por isso oferto um sacrifício de louvor,
Invocando o nome santo do Senhor.
Vou cumprir minhas promessas ao Senhor
Na presença do seu povo reunido.

Hebreus 9,11-15
Aclamação – CD Paulus, festas II, faixa 6

Aleluia, aleluia, aleluia.
Eu sou o pão vivo, que desceu do céu, diz o Senhor.
Se alguém come deste pão viverá eternamente.
Marcos 14,12-16.22-26

Uma pessoa da casa faça pausadamente a leitura:

Leitura Evangelho segundo Marcos
No primeiro dia dos Ázimos, quando se imolava o cordeiro pascal, os discípulos disseram a Jesus: ‘Onde queres que façamos os preparativos para comeres a Páscoa?’
Jesus enviou então dois dos seus discípulos e lhes disse: ‘Ide à cidade. Um homem carregando um jarro de água virá ao vosso encontro. Segui-o e dizei ao dono da
casa em que ele entrar: ‘O Mestre manda dizer: onde está a sala em que vou comer a Páscoa com os meus discípulos?’ Então ele vos mostrará, no andar de cima, uma
grande sala, arrumada com almofadas. Ali fareis os preparativos para nós!’ Os discípulos saíram e foram à cidade. Encontraram tudo como Jesus havia dito, e
prepararam a Páscoa. Enquanto comiam, Jesus tomou o pão e, tendo pronunciado a bênção, partiu-o e entregou-lhes, dizendo:’Tomai, isto é o meu corpo’. Em seguida,
tomou o cálice, deu graças, entregou-lhes e todos beberam dele. Jesus lhes disse: ‘Isto é o meu sangue, o sangue da aliança, que é derramado em favor de muitos.
Em verdade vos digo, não beberei mais do fruto da videira, até o dia em que beberei o vinho novo no Reino de Deus’. Depois de terem cantado o hino, foram para
o monte das Oliveiras. Palavra da Salvação.

10. HOMILIA
O Evangelho que ouvimos é o relato que Marcos faz da última Ceia de Jesus. O contexto é a celebração da páscoa judaica em que se comemorava a travessia do povo pelo Mar vermelho, da terra da escravidão para a terra da liberdade. Os discípulos perguntam para Jesus como deseja celebrar a Páscoa.
E Jesus, que vê aproximar-se a sua hora envia os discípulos a fazer os preparativos para a ceia pascal que será também a ceia da sua despedida. Bem no coração da ceia, Jesus toma em suas mãos o pão e depois o vinho, dá graças, parte e reparte com os presentes.
Reconhecemos nestes gestos a nossa eucaristia. Toda comunidade cristã deveria ter a possibilidade de fazer a eucaristia em ação de graças aos Pai pela sua entrega, comendo do pão e bebendo do vinho.
A festa de hoje, do corpo e sangue de Cristo, lembra que somos o corpo de Cristo, quando nos reunimos como irmãos, quando ouvimos suas Palavra e elevamos a Deus as nossas preces de ação de graças.

11. CREIO

12. PRECES
Invoquemos com confiança o Pai, que renova conosco sua aliança pela entrega do seu Filho Jesus:
Ó Senhor, escuta a nossa prece.
– Para que a Igreja tome consciência do mal que cria divisões e se deixe converter para servir com generosidade na missão que lhe foi confiada, oremos.
– Que este memorial da entrega de Jesus, nos torne pessoas capazes de solidariedade e de abertura, oremos.
– Que as crianças e adolescentes que se preparam para a sua primeira participação na eucaristia, cresçam no entendimento da Palavra de Jesus e no seu seguimento, oremos.
Preces espontâneas… Quem preside conclui:
Atende, as nossas preces e guia-nos em teus caminhos, tu que és nosso irmão e nosso Salvador. Amém.

13. COLETA FRATERNA
É o momento de trazer donativos ou o dízimo para as necessidades da comunidade, enquanto a assembleia canta: Onde reina o amor, fraterno amor.

14. AÇÃO DE GRAÇAS
Terminada a coleta todos/as se levantam, quem preside se aproxima do altar e dá início à ação de graças.
[Se houver comunhão eucarística, antes da ação de graças, os/as ministros/as trazem o pão consagrado para o altar].
Quem preside, faz a oração intercalando com o refrão da assembleia:

O Senhor esteja com vocês.
Ele está no meio de nós!
Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
É nosso dever e nossa salvação!

Ó Deus, eterno e todo-amoroso,
nós te damos graças, por Cristo nosso Senhor.
Reunido com os seus discípulos na última ceia,
ele se entregou a ti e foi acolhido como oferenda perfeita.
Nós te damos graças relembrando hoje
o admirável mistério que nos reúne e nos firma
no mesmo caminho que ele trilhou.

Nós te damos graças, nosso Deus.

Pela comunhão neste admirável mistério,
tu santificas e transformas a Igreja em corpo de Cristo,
a serviço do teu reino no mundo.

Nós te damos graças, nosso Deus.

O universo inteiro te bendiz e a nossa louvação chegue a ti, em nome de Jesus, por quem oramos com as palavras que ele nos ensinou:
Pai nosso…, pois vosso é o reino, o poder e a glória para sempre.

15. COMUNHÃO
Quem preside diz:
Relembrando de Jesus que, muitas vezes, reuniu-se com os seus para comer e beber, revelando que o teu reino havia chegado, nós também nos alegramos com ele nesta mesa.
E tomando nas mãos o pão consagrado, acrescenta:
Quem vem a mim nunca mais terá fome e o que crê em mim nunca mais terá sede. Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!
Senhor, eu não sou digno(a)…
Canto de comunhão – CD Paulus, Festas Litúrgicas II: Eu sou o pão, faixas 8. CD Paulus, abertura e comunhão: Eis meu povo o banquete, faixa 18; Nós somos muitos, faixa 6.
Silêncio…

16. ORAÇÃO
Ó Deus de nossos pais,
pela força do alimento que recebemos
possamos seguir sempre e em toda parte
nosso Senhor Jesus Cristo, que entregou sua vida por nós e reconciliou céus e terra numa aliança de amor.
Por Cristo, nosso Senhor. Amém.
Comunicações e avisos

17. BÊNÇÃO
O Deus defensor dos fracos guarde-nos em seu caminho,
ele que é Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.
A alegria do Senhor seja a nossa força. Vamos em paz e o Senhor nos acompanhe. Graças a Deus.

Roteiro: Penha Carpanedo, pddm, redatora da Revista de Liturgia e membro da Rede Celebra.

Imagem: Claúdio Pastro

Baixe o Roteiro Celebrativo formato impresso e celular

Adquira o livro no site: www.apostoladolitúrgico.com.br

Dia do Senhor: Rito da Celebração da Palavra, Paulinas, Volume 1.

Contém roteiros para a Celebração dominical da Palavra durante todo o ano litúrgico.

Related Posts

Deixe uma resposta