Preparando o Dia do Senhor

SOLENIDADE DA SANTA MARIA, MÃE DE DEUS.

Preparando o Dia do Senhor

1 de janeiro de 2021

1. Aprofundando os textos bíblicos:

Números 6,22-27; Salmo 67(66); Gálatas 4,4-7; Lucas 2,16-2

Os pastores “foram depressa”, movidos pelo anúncio
do cumprimento das promessas de Deus feitas a
cuidadores de rebanho desde Abraão. Eles reconhecem
“o Salvador, que é o Cristo Senhor” (2,11), no recém-
-nascido deitado na “manjedoura”.
Esse lugar onde é posto o alimento dos animais evidencia que Jesus vem
ao mundo para sustentar a vida. “Ver o menino” é experiência de fé que suscita o testemunho e a evangelização,
para “contar o que lhes fora dito a respeito dele”.
Os que ouviam os pastores maravilhavam-se pela salvação inaugurada por Jesus no meio dos pobres e excluídos,
já proclamada por Maria no Magnificat (1,46-55).
Perto dos pastores, missionários ardorosos que propagam a Boa Notícia do nascimento de Jesus, Maria “guarda todos esses acontecimentos, meditando-os em seu coração”(2,19.51).
Deus envia seu Filho nascido de Maria à humanidade. Por meio da circuncisão, no oitavo dia, de acordo com as prescrições da Lei (Gn 17,12; Lv 12,3),
Jesus é inserido na comunidade judaica, no caminho da Aliança.
Acolhido pelas palavras e gestos da cultura e da fé de Israel, Jesus participa em tudo da realidade histórica.
A imposição do nome revela a identidade e a missão do Menino. Assim, o nome “Jesus”, que significa Deus salva e foi dado pelo anjo do Senhor (1,31-33),
assegura a realização plena das promessas de salvação.
A bênção do livro dos Números, centrada no nome do Deus que oferece a paz [shalom] como vida em abundância, estende-se a todos os povos com a vinda de
Jesus. O salmista agradece a benevolência do Senhor, o
qual garante os frutos da terra e sua justiça.
A leitura da Carta aos Gálatas ressalta que Jesus vem ensinar a viver
uma relação de confiança filial com Deus, chamando-o carinhosamente de “Abba, Pai!”.

2. A palavra na vida
O rosto do Pai, revelado em Jesus, nascido de Maria,
nos anima a construir um mundo de paz e de cooperação
em vista do bem comum.

3. A palavra na celebração
Em nossa celebração, com Maria, primeira discípula
e Mãe do Verbo de Deus, demos graças a Deus que não
cessa de nos convocar e de nos transformar com a sua
Palavra.

Autoras:

Ir. Neusa Bresiani é Pia Discípula do Divino Mestre, tem especialização em liturgia, é membro da rede Celebra e contribui no serviço da formação litúrgica nas comunidades. Ir. Helena Ghiggi é Pia Discípula do Divino Mestre, mestra em Bíblia e assessora cursos de formação bíblica.

COLABORE COM A  REVISTA DE LITURGIA!!

SEJA UM ASSINANTE E DIVULGUEM A REVISTA DE LITURGIA !!

Related Posts

Deixe uma resposta