Celebre em casa o Domingo de Ramos

É uma proposta de celebração dominical doméstica, para ser realizada na família, ou numa reunião de amigos e vizinhos ou mesmo pessoalmente.  O espaço da casa, exige que o rito seja simples, mas nem por isso deve faltar os elementos de uma ação litúrgica cristã: reunião, Palavra e oração. A Bênção à mesa, no final da oração ou em momento separado, associa a mesa da casa à ceia de Jesus.

Jesus prometeu que onde dois ou três estejam reunidos em seu nome, ele estará no meio. Graças ao batismo, todo núcleo familiar, nas suas várias configurações, é uma comunidade de fé. Reunida em oração, torna-se sinal da presença do ressuscitado, Ele que tantas vezes se reuniu com os seus discípulos e discípulas, em suas casas como irmão e amigo. 

Esta oração pode ser feita individualmente ou em família. De Manhã ou à tarde. Cada pessoa recebe um ramo verde de qualquer planta.

  1. ABERTURA
    A celebração começa com este ou outro canto que a família conheça.
    Hosana, Hei! Hosana, Ha!
    Hosana, Hei! Hosana, Hei! Hosana, Ha! (bis)
    Ele é o santo, é o filho de Maria,
    é o Deus de Israel, é o filho de Davi. R.
    Santo é o seu nome,
    é o Senhor Deus do universo.
    Glória ao Deus de Israel, nosso rei e salvador! R.
  2. ORAÇÃO SOBRE OS RAMOS
    Quem preside faz a motivação:
    Com esta oração iniciamos a grande semana santa, o coração do ano litúrgico. Neste domingo lembramos a entrada de Jesus na cidade de Jerusalém, soberano, mas montado num jumento, revestido de nossa pobreza, humilde, sem armas, aplaudido pelo povo como salvador. Vamos nós também erguer nossos ramos como sinal de que o acolhemos em nossas vidas. Sigamos os passos de nosso Salvador, na esperança de cura para a humanidade ferida pela pandemia.
    A assembleia de ramos erguidos, quem preside faz a oração:
    Ó Deus, crianças e pobres, aclamaram Jesus quando ele entrou em Jerusalém. Junto com eles, nós te bendizemos com ramos nas mãos, sinal da vitória pascal do Cristo e te suplicamos: abençoa nossa família e vizinhos, consola com a força do teu Espírito a humanidade inteira. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.
  3. SALMO 24[23]
    Os filhos dos hebreus,
    Com ramos de palmeira,
    Correram ao encontro
    De Jesus, nosso Senhor,
    Cantando e gritando:
    “Hosana, ó Salvador!” [bis]
  4. O mundo / E tudo o que tem nele é de Deus,
    A terra e os que aí vivem, todos seus!
    Foi Deus / Que a terra construiu por sobre os mares,
    No fundo do oceano, seus pilares!
  5. Quem vai / Subir ao monte santo do Senhor,
    Da sua casa vai ser morador?
    Quem tem / As mãos bem limpas de toda maldade
    E puro o coração na lealdade!
  6. Quem vai / Subir ao monte santo do Senhor,
    Da sua casa vai ser morador?
    Quem não / Confia em deuses falsos, deuses vãos,
    Nem jura em prejuízo dos irmãos!
  7. A bênção, / a bênção do Senhor receberá,
    Justiça e salvação, encontrará!
    Aí / está a geração que busca a Deus
    A face do Senhor, Deus dos hebreus!
  8. Quem é, / quem é, então, quem é o Rei da Glória?…
    O Deus forte Senhor da nossa história!
    Portões / antigos se escancarem, vai chegar,
    Alerta, o rei da glória vai entrar!
  9. Quem é, / quem é, então, quem é o Rei da glória?…
    O Deus que tudo pode é o Rei da glória!
    Aos Três, / ao Pai, ao Filho e ao Confortador,
    Do povo que caminha o louvor!
  10. ORAÇÃO DO DIA
    Oremos ao senhor [breve silêncio]
    Ó Deus, fonte da vida, quiseste reunir todos os teus filhos e filhas na memória da páscoa de Jesus Cristo, nosso Senhor. Atende as preces do teu povo, que começa por esta celebração, a semana santa da sua paixão, morte e ressurreição. Dá-nos a graça de descobrirmos a cruz de Jesus com segredo, para perseverarmos no amor. Por Cristo nosso Senhor. Amém.
  11. ACLAMAÇÃO
    Hosana ao Filho de Davi!
    Bendito o que vem em nome do Senhor.
    Rei de Israel hosana nas alturas
  12. LEITURA BÍBLICA – Lucas 19,28-40
    Alguem, faça pausadamente a leitura:
    Leitura do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Lucas
    Naquele tempo: 28Jesus caminhava à frente dos discípulos, subindo para Jerusalém. 29Quando se aproximou de Betfagé e Betânia, perto do monte chamado das Oliveiras, enviou dois de seus discípulos, dizendo: 30’Ide ao povoado ali na frente. Logo na entrada encontrareis um jumentinho amarrado, que nunca foi montado. Desamarrai-o e trazei-o aqui. 31Se alguém, por acaso, vos perguntar: ‘Por que desamarrais o jumentinho?’, respondereis assim: ‘O Senhor precisa dele’.’ 32Os enviados partiram e encontraram tudo exatamente como Jesus lhes havia dito. 33Quando desamarravam o jumentinho, os donos perguntaram: ‘Por que estais desamarrando o jumentinho?’ 34Eles responderam: ‘O Senhor precisa dele.’ 35E levaram o jumentinho a Jesus. Então puseram seus mantos sobre o animal e ajudaram Jesus a montar. 36E enquanto Jesus passava, o povo ia estendendo suas roupas no caminho.
    37Quando chegou perto da descida do monte das Oliveiras,
    a multidão dos discípulos, aos gritos e cheia de alegria,
    começou a louvar a Deus por todos os milagres que tinha visto. 38Todos gritavam: ‘Bendito o Rei, que vem em nome do Senhor! Paz no céu e glória nas alturas!’ 39Do meio da multidão, alguns dos fariseus disseram a Jesus: ‘Mestre, repreende teus discípulos!’ 40Jesus, porém, respondeu: ‘Eu vos declaro: se eles se calarem, as pedras gritarão.’ Palavra da Salvação.
  13. MEDITAÇÃO
    Os presentes podem dizer o que chamou à atenção no Evangelho. Em seguida, alguém lê o texto a seguir.
    Jesus entra na cidade santa não para cumprir o seu destino. A entrada em Jerusalém é descrita como uma epifania ou manifestação divina, onde algo da divindade de Jesus é revelado à comunidade dos fiéis.
    O papel dos discípulos é destacado. Ao buscar o jumento fazem o que Jesus manda. Eles participam com aclamações litúrgicas, fazendo do ato uma verdadeira celebração. Lucas, inclusive, insiste que os discípulos não podem se calar. Esta participação ativa da multidão dos discípulos e das discípulas aponta para o profundo entrelaçamento entre o discipulado e a missão de Jesus. O discípulo participa ativamente da missão de paz do Senhor.
    O segredo da vitória para quem vai nos passos de Jesus é o amor, que, por natureza, é discreto e se constrói nos pequenos encontros e na aparente monotonia de cada coisa. Muitas vezes, em vez de amor, sentimos raiva, que, por sua vez, facilmente pode se transformar em ódio. Trocar o desejo de vingança pelo perdão é um caminho de cruz, mas é nesse caminho que Jesus se tornou vitorioso, é nesse caminho que andam os que lutam pela paz em todo o mundo e acreditam num mundo novo.
    Em nossa oração, reconhecemos a presença do Senhor e sua vitória e nos unimos, à sua missão de trazer a paz. Damos graças a Deus porque em Jesus nos é indicado o caminho da vitória, mediante o amor feito serviço e entrega.
  14. PRECES:
    Invoquemos o Cristo, nosso salvador, repetindo com confiança: Nós te adoramos, ó Cristo.
    Salvador do mundo, Jesus, Filho de Davi.
    Nós te adoramos, ó Cristo.
    Vencedor do pecado e da morte.
    Nós te adoramos, ó Cristo.
    Socorro dos pobres e desamparados.
    Nós te adoramos, ó Cristo.
    Cura do doentes, e consolo dos enlutados
    Nós te adoramos, ó Cristo.
    Amigo dos pecadores e dos humildes.
    Nós te adoramos, ó Cristo.
    Vida e ressurreição.
    Nós te adoramos, ó Cristo.
  15. PAI NOSSO
    Que toda a nossa oração chegue a ti, ó Pai, em nome de Jesus por quem oramos com as palavras que ele nos ensinou: Pai nosso…
    Oração
    Pai santo,
    tu que nos fortaleceste
    com esta celebração,
    guia-nos durante esta semana santa que se inicia,
    para que a celebração da paixão, morte e ressurreição
    de Jesus, teu filho e nosso Senhor,
    nos renove na comunhão contigo
    e com todas as criaturas.
    Por Cristo, nosso Senhor. Amém.
  16. BÊNÇÃO
    Ó Deus, concede a esta comunidade conhecer a fé que professa e viver segundo a liturgia que celebra. Por Cristo nosso Senhor.
    Abençoe-nos o Pai e o Filho e o Espírito Santo. Amém.
    Terminando a oração, colocam-se os raminhos na porta de entrada ou na janela da casa, que ficará como sinal de fé na vitória de Cristo sobre o mal.

BÊNÇÃO à MESA

Quem preside:

Bendigamos ao nosso salvador, cantando:
Hosana, ó filho de Davi.

  • Hosana a ti, ó Salvador, que hoje entraste em Jerusalém, como profeta da paz e como servidor dos pequenos e pobres.
    Hosana, ó filho de Davi.
  • Bendito sejas porque foste reconhecido como rei vitorioso, soberano humilde, sem armas e sem violência, anunciando que teu reino não é deste mundo.
    Hosana, ó filho de Davi.
    Bendito sejas porque no teu reino os pobres comerão e serão saciados e os teus fiéis exultarão de alegria.
    Hosana, ó filho de Davi.
    Dá-nos um coração solidário, ajuda-nos a repartir o nosso pão com quem tem fome, tu que és bendito com o Pai, na unidade do Espírito Santo. Amém.
    Em nome do Pai e do Filho e do Espírito San
    to. Amem.

Roteiro: Penha Carpanedo, pddm, redatora da Revista de Liturgia e membro da Rede Celebra.
Desenho: Kelly de Oliveira, pddm.

Clique e baixe em seu aparelho celular, tablete ou computador o roteiro e os áudios.

ASSINE A REVISTA DE LITURGIA!

Revista de Liturgia é um serviço de formação litúrgica destinada ao povo de Deus, especialmente às pessoas que atuam na pastoral litúrgica e nos diversos ministérios dentro da celebração. Traz artigos de excelente conteúdo e de fácil leitura, sobre diversos temas, sempre em sintonia com a pastoral litúrgica da Igreja no Brasil, em função da prática celebrativa das comunidade e da relação liturgia e catequese. 

Back to list

Related Posts

Deixe um comentário