Celebração da Palavra

CELEBRAÇÃO DOMINICAL DA PALAVRA: DOMINGO DE RAMOS E DA PAIXÃO DO SENHOR

CELEBRAÇÃO DOMINICAL DA PALAVRA

O que segue é um Roteiro de Celebração dominical da Palavra presidida por ministro ou ministra leigo/a, mas os elementos podem ser úteis também para preparar a celebração eucarística. As leituras indicadas são do Lecionário dominical. Depois do evangelho há uma pequena meditação para ajudar a quem prepara a homilia. A oração de ação de graças dentro do roteiro é uma proposta recitada. No final deste roteiro há uma versão cantada: a melodia se encontra no CD COMEP, ‘Ação de Graças no Dia do Senhor’. As músicas indicadas para outros momentos da celebração, são do repertório do Hinário Litúrgico, gravado pelas editora Paulus.
Atenção: as breves introduções às leituras bíblicas não são para serem lidas durante a celebração mas apenas para ajudar quem vai preparar a celebração. A CNBB tem recomendado a não fazer comentário às leituras, certamente para focar a atenção na escuta da própria Palavra, que sendo bem proclamadas, dispensam comentários.

DOMINGO DE RAMOS E DA PAIXÃO DO SENHOR

05 DE ABRIL DE 2020

Livro Celebrando o Dia Do Senhor – Celebrando a Páscoa

ROTEIRO1
Com a leitura da paixão, como de costume

A comunidade se reúne fora da Igreja, de onde partirá em procissão, com ramos nas mãos.
1. CANTO DE ABERTURA
CD Paulus, Paulus: Liturgia XIII, Hosana ao filho de Davi, faixa 14.

2. SAUDAÇÃO E BÊNÇÃO DOS RAMOS
O Senhor esteja com vocês.
Ele está no meio de nós.
Com breves palavras alguém da equipe introduz o sentido:
Iniciamos hoje, a semana santa, recordando a entrada de Cristo em Jerusalém para celebrar a sua páscoa. Como o povo da antiga aliança que durante a festa das tendas levava ramos nas mãos, significando a esperança messiânica, nós também vamos em procissão com nossos ramos. Sigamos os passos de nosso Salvador.
Quem preside faz a oração de bênção:
Ó Deus, com ramos de oliveira, crianças e pobres
aclamaram Jesus ao entrar na cidade santa.
Abençoa nossa comunidade aqui reunida,
com ramos nas mãos louvando o teu nome.
Que no meio deste mundo ameaçado pela violência
este sinal da vitória pascal do Cristo,
nos anime na busca da paz.
Por Cristo, nosso Senhor. Amém.
Um ramo é colocado na haste da cruz processional.

3. EVANGELHO
Proclama-se o Evangelho da entrada de Jesus em Jerusalém.
ANO A: Mateus 21,1-11; Ano B: Marcos 11,1-10; Ano C: Lucas 19,28-40

4. PROCISSÃO
A exemplo do povo que aclamou Jesus, comecemos nossa procissão, com alegria.
Canto – CD Paulus: Liturgia XIII, Os filhos dos hebreus, faixa 16. Liturgia, XIV, Glória e louvor e honra a ti, faixa 18.

5. ORAÇÃO DO DIA
Ao chegar no local da celebração, quem preside convida à oração:
Oremos ao Senhor… [breve silêncio]
Ó Deus, fonte de vida,
quiseste reunir todos os teus filhos e filhas
na memória da paixão de Jesus Cristo, nosso Senhor.
Atende as preces do teu povo,
que começa, por esta celebração,
a semana santa da sua paixão, morte e ressurreição.
Dá-nos a graça de descobrirmos a cruz de Jesus,
como um segredo no caminho.
Por Cristo, nosso Senhor. Amém.

Livro Dia Do Senhor Páscoa anos ABC

6. PRIMEIRA LEITURA Isaías 50,4-7
Escutando o terceiro canto do servo sofredor, procuremos contemplar a figura de Jesus que se entrega por nós.

7. SALMO RESPONSORIAL 22(21)
Com esta súplica de uma pessoa num momento de intenso sofrimento e abandono, retomada por Jesus no momento angustiante de sua cruz, entreguemos ao Pai a nossa vida e a de tantos irmãos que passam pelo vale da morte.

8. SEGUNDA LEITURA Filipenses 2,6-11
O apóstolo Paulo, convidando a comunidade de Filipos a ter os mesmos sentimentos de Cristo, sintetiza, através de um hino, o mistério da doação de Jesus.

9. ACLAMAÇÃO – CD Paulus: Liturgia XIII, Salve, ó Cristo obediente, faixa 17.

10. EVANGELHO
Ano A: Mateus 26,14 – 27,66; Ano B: Marcos 15,1-39; Ano C: Lucas 23,1-49
É importante preparar bem e com antecedência a leitura da paixão, distribuindo as diversas personagens para tornar mais dinâmica a leitura. Tratando-se de um texto bastante longo, as pessoas podem ficar sentadas. Quando se narra a morte de Jesus, todos se ajoelham e permanecem um momento em silêncio.

Livro Dia do Senhor Rito da Celebração da Palavra

11. COLETA FRATERNA
É o momento de trazer donativos ou o dízimo para as necessidades da comunidade, enquanto a assembleia canta – CD Paulus: Liturgia, XIII, Ó morte estás vencida, faixa 18.

12. AÇÃO DE GRAÇAS
Terminada a coleta todos/as se levantam, quem preside se aproxima do altar e dá início à ação de graças.
[Se houver comunhão eucarística, antes da ação de graças, os/as ministros/as trazem o pão consagrado para o altar].
Escolhe-se uma das orações de ação de graças, recitada ou cantada, na p. ____ a ___, ou a que segue [recitada]. Quem preside, faz o convite, depois diz a oração intercalando com o refrão da assembleia:

O Senhor esteja com vocês.
Ele está no meio de nós!
Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
É nosso dever e nossa salvação!

É prazer para nós, Deus de bondade,
te louvar e te adorar, sempre e em todo lugar,
por Cristo, Senhor nosso.
Ele, fiel e obediente à tua palavra,
tendo a compaixão como meta do seu caminho,
suportou julgamentos e condenações.
Mantendo-se firme na fé, tornou-se,
para todos os que creem nele, sinal da vitória
do amor que vence todas as barreiras e todo o mal.

Glória e louvor e honra a ti, Cristo rei, redentor!

Assim como alimentaste teu povo no deserto,
sustenta também a nós que esperamos a santa páscoa.
Derrama sobre nós o teu Espírito,
e recebe o louvor de todo o universo
e de todas as pessoas que te buscam.

Glória e louvor e honra a ti, Cristo rei, redentor!

Toda a nossa louvação chegue a ti, em nome de Jesus, por quem oramos com as palavras que ele nos ensinou:
Pai nosso… pois vosso é o reino, o poder e a glória para sempre.

13. ABRAÇO DA PAZ
Saudemo-nos uns aos outros, com o sinal da reconciliação e da paz.
Não havendo comunhão, passa-se para a oração (n. 15).

14. COMUNHÃO
Quem preside diz:
Relembrando de Jesus que, muitas vezes,
reuniu-se com os seus para comer e beber,
revelando que o teu reino havia chegado,
nós também nos alegramos com ele nesta mesa.
E tomando nas mãos o pão consagrado, acrescenta:
Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará nas trevas, mas terá a luz da vida.
Mostrando o pão consagrado, acrescenta:
Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!
Senhor, eu não sou digno(a)…
Canto – CD Paulus, Liturgia XIII: Eu vim para que todos tenham vida, faixa 13; Ó Pai, se este cálice, faixa 19.
Silêncio…

15. ORAÇÃO
Pai santo, tu nos fortaleceste com esta celebração,
guia-nos durante esta semana para que
a celebração da paixão, morte e ressurreição
de Jesus, teu filho e nosso Senhor, nos renove
na comunhão contigo e com todas as tuas criaturas.
Por Cristo, nosso Senhor. Amém.
Comunicações e avisos

16. BÊNÇÃO
Abençoe-nos Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.
Vamos em paz e o Senhor nos acompanhe.
Graças a Deus.

Revista de Liturgia Ed 278 – Noite pascal, por todo o ano esperada

DOMINGO DE RAMOS
ROTEIRO 2
Sem a leitura da paixão
A comunidade se reúne fora da Igreja, de onde partirá em procissão, com ramos nas mãos.
1. CANTO DE ABERTURA
CD Paulus, Liturgia XIII: Hosana ao Filho de Davi, faixa 14; Os filhos dos hebreus, faixa 16;
2. SAUDAÇÃO E BÊNÇÃO DOS RAMOS
O Senhor esteja com vocês.
Ele está no meio de nós.
Alguém da equipe introduz o sentido:
Iniciamos, hoje, a semana santa, recordando a entrada de Jesus em Jerusalém para celebrar a sua páscoa. Como o povo da antiga aliança levava ramos durante a festa das tendas significando a esperança messiânica, nós também vamos em procissão com nossos ramos, seguindo os passos de nosso Salvador.
Quem preside faz a oração de bênção:
Ó Deus, defensor da vida,
com ramos de oliveira, crianças e pobres
aclamaram Jesus ao entrar na cidade santa.
Abençoa nossa comunidade aqui reunida,
com ramos nas mãos louvando o teu nome.
Que no meio deste mundo ameaçado pela violência,
este sinal da vitória pascal do Cristo
nos anime no trabalho pela paz.
Por Cristo, nosso Senhor. Amém.
Um ramo é colocado na haste da cruz processional. Dá-se início à procissão.
3. PROCISSÃO
A exemplo do povo que aclamou Jesus, comecemos nossa procissão, com alegria.
Canto – CD Paulus: Liturgia XIII, Os filhos dos hebreus, faixa 16.
4. ORAÇÃO DO DIA
Ao chegar no local da celebração quem preside:
Oremos ao Senhor… [breve silêncio]
Ó Deus, teu filho Jesus Cristo,
entrou na cidade santa como servo humilde e pobre,
montado em um jumentinho.
Atende as preces do teu povo que começa,
por esta celebração, a semana santa
da sua paixão, morte e ressurreição.
Participando das celebrações
sejamos renovados na fé que professamos
e encontremos a força para darmos testemunho
do amor que vence o mal.
Por Cristo, nosso Senhor. Amém.
5. PRIMEIRA LEITURA Zacarias 9,9-10
6. SALMO RESPONSORIAL 145(144) – CD Paulus: Liturgia XIV, faixa 5.
Bendito o que vem em teu nome, ó Senhor!
1. Ó meu Deus, quero exaltar-vos, ó meu rei,
e bendizer o vosso nome pelos séculos.
Todos os dias haverei de bendizer-vos,
hei de louvar o vosso nome para sempre.
2. Misericórdia e piedade é o Senhor,
ele é amor, é paciência, é compaixão.
O Senhor é muito bom para com todos,
sua ternura abraça toda criatura.
3. O Senhor é amor fiel em sua palavra,
é santidade em toda obra que ele faz.
Ele sustenta todo aquele que vacila
e levanta todo aquele que tombou.
7. ACLAMAÇÃO
CD Paulus, Liturgia XIII, Hosana, hosana e viva, faixa 15.
8. EVANGELHO
ANO A: Mateus 21,1-11 ; Ano B: Marcos 11,1-10 ; Ano C: Lucas 19,28-40
9. HOMILIA
10. PRECES
Adoremos o Cristo que, ao entrar em Jerusalém, foi aclamado pela multidão como rei e Messias. Aclamemos com alegria.
Bendito seja, Jesus salvador.
– Hosana a ti, Jesus, filho de Davi, que choraste sobre Jerusalém, pediste por ela e anunciaste sobre ela a paz.
– Hosana a ti, Cristo Salvador, que entraste em Jerusalém, como profeta e como servidor dos pequenos e pobres.
– Hosana a ti, Messias prometido, que entraste na cidade santa, humilde e vitorioso.
Preces espontâneas…
Atende, Senhor, a nossa oração, por Cristo nosso Senhor, amém.
11. COLETA FRATERNA
É o momento de trazer donativos ou o dízimo para as necessidades da comunidade, enquanto a assembleia canta. CD Paulus: Liturgia, XIV, todo o povo sofredor, faixa, 13.
12. AÇÃO DE GRAÇAS
Terminada a coleta todos/as se levantam, quem preside se aproxima do altar e dá início à ação de graças.
[Se houver comunhão eucarística, antes da ação de graças, os/as ministros/as trazem o pão consagrado para o altar].
Quem preside, escolhe uma das orações na p. ____ a ___ ou a que segue [recitada]. Faz o convite e diz a oração intercalando com o refrão da assembleia.
O Senhor esteja com vocês.
Ele está no meio de nós!
Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
É nosso dever e nossa salvação!
É prazer para nós te louvar e te adorar,
Deus de bondade, neste dia em que
Jesus entrou na Cidade Santa como profeta da paz,
aclamado por seus discípulos e discípulas,
com um clamoroso hosana
para a glória do teu nome.
Hosana ao filho de Davi!
Nós te bendizemos
porque, no meio de dores e aflições,
vão nascendo sinais de vitória
pelo amor que vence a morte.
Estes ramos são o nosso grito de esperança
de que, na força da ressurreição,
os pobres verão reinar a liberdade
e o mundo inteiro conhecerá uma cultura de paz.
Hosana ao filho de Davi.
Assim como alimentaste teu povo no deserto,
sustenta também a nós que esperamos a santa páscoa.
Derrama sobre nós o teu Espírito,
e recebe o louvor de todo o universo
e de todas as pessoas que te buscam.
Hosana ao filho de Davi.
Toda a nossa louvação chegue a ti, em nome de Jesus, por quem oramos com as palavras que ele nos ensinou:
Pai nosso…, pois vosso é o reino, o poder e a glória para sempre.
13. ABRAÇO DA PAZ
Saudemo-nos uns aos outros, com o sinal da reconciliação e da paz.
Não havendo comunhão, passa-se daqui, para a oração (n. 15)
14. COMUNHÃO
Quem preside diz:
Relembrando de Jesus que, muitas vezes,
reuniu-se com os seus para comer e beber,
revelando que o teu reino havia chegado,
nós também nos alegramos com ele nesta mesa.
E tomando nas mãos o pão consagrado, acrescenta:
Bendito seja aquele que vem em nome do Senhor.
Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!
Senhor, eu não sou digno(a)…
Canto – CD Paulus: Liturgia XIV, Glória e louvor e honra a ti, faixa 18:
15. ORAÇÃO
Pai santo, guia-nos durante esta semana santa,
para que a celebração da paixão,
morte e ressurreição do teu Filho,
nos renove na comunhão contigo, entre nós
e com todas as criaturas do universo.
Por Cristo nosso Senhor. Amém.
16. CONTEMPLAÇÃO DA CRUZ
A celebração termina com um momento de contemplação da cruz, especialmente venerada na semana santa: alguém toma a cruz processional e se coloca diante da assembleia. Quem preside faz o convite:
Com esta celebração somos convidados a centrar o nosso olhar no Cristo que, cumprindo o destino dos profetas, “de morrer em Jerusalém”. Inclinemos nosso coração e oremos…
A assembleia se inclina em silêncio… Todos rezam juntos:
Nós vos adoramos, Senhor Jesus Cristo e vos bendizemos, porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.
17. BÊNÇÃO
O Deus da paz nos santifique totalmente e guarde-nos em seus caminhos, até a páscoa da ressurreição. Amém.
As leituras da paixão que não foram feitas neste domingo, poderão ser proclamadas num ofício em algum dia da semana santa. Seguindo o Ofício Divino das Comunidades (cf. p. 545-548) tal celebração poderia ter a seguinte sequencia: Abertura, Leitura de Isaías 50,4-9a; Salmo 22, Leitura da paixão segundo os sinóticos de acordo com o ano correspondente (anos ABC). Silêncio… Pai nosso, oração e bênção.

COLABOREM COM A REVISTA DE LITURGIA

ASSINE, RENOVE E DIVULGUE A REVISTA DE LITURGIA!!!

Assinatura Anual Digital

Assinatura Anual Impressa

Related Posts

Deixe uma resposta