Celebrar em Casa

Domingo da fé que vence o medo- 12° do Tempo Comum–2020

Roteiro: Penha Carpanedo, da Congregação Discípulas do Divino Mestre (Apostolado litúrgico), membro da Rede Celebra de animação litúrgica.

Prepare um espaço com cadeiras em circulo, coloque no centro a bíblia e uma vela, convide as pessoas … Alguém acende a vela. Todos ficam em silêncio por algum tempo.

  1. ABERTURA

– Quem preside canta, os demais repetem fazendo o sinal da cruz enquanto canta o primeiro verso:

–  Vem, ó Deus da vida, vem nos ajudar! (bis)

Vem não demores mais vem nos libertar. (bis)

  • Venham adoremos, Cristo ressurgiu! (bis)

A criação inteira, o Senhor remiu. (bis)

  • Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo Espírito. (bis)

Glória à Trindade Santa, glória ao Deus bendito! (Bis)

  • Aleluia, irmãs, aleluia irmãos. (bis)

Povo de sacerdotes, a Deus louvação. (bis)

  1. MOTIVAÇÃO

Pela palavra de Jesus, somos exorcizados de todo medo que toma conta da gente e revestidos de fé e confiança em Deus que cuida com carinho de todos nós. Em nossa oração recordemos as pessoas e grupos que testemunham firmeza e coragem diante das pressões e perseguições.

 (As pessoas podem falar o que lembram)

  1. SALMO 69(68) [Hinário III p. 161]

Em comunhão com os mártires que em nosso continente deram a vida pela causa do reino, peçamos que o Senhor venha em nosso socorro e nos dê firmeza e perseverança nos momentos de provação.

Escuta, ó Senhor, por tua bondade,

Deste povo, que é teu, ouve o clamor.

Por tua  causa é que sofri tantos insultos

e o meu rosto se cobriu de confusão;

eu me tornei como um estranho a meus irmãos,

como estrangeiro para os filhos de minha mãe.

Por isso elevo para ti minha oração,

neste tempo favorável, Senhor Deus!

Responde-me por teu imenso amor,

pela tua salvação que nunca falha!

Humildes, vejam e se alegrem;

E o seu coração reviverá!

Deus atende às preces de seus pobres

e não despreza o clamor de seus cativos.

  1. ORAÇÃO

Oremos ao Senhor… [breve silêncio]

Ó Deus, fonte de paz, tu nos firmas em teu amor

e nos conduzes por tuas estradas! Dá ao teu povo a graça de viver sempre  na veneração e no amor do teu santo nome,  os que chamaste para a intimidade da tua aliança.

Por Cristo, nosso Senhor. Amém.

  1. REFRÃO – para acolher o evangelho

Mandai o vosso Espírito Santo,

o paráclito aos nossos corações

e fazei-nos conhecer as Escrituras,

as Escrituras que foram por ele inspiradas.

  1. LEITURA DO EVANGELHO – Mateus 10,26-33

– Uma pessoa da casa faça pausadamente a leitura:

Leitura do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus.

Naquele tempo, disse Jesus a seus apóstolos: Não tenhais medo dos homens, pois nada há de encoberto que não seja revelado, e nada há de escondido que não seja conhecido. O que vos digo na escuridão, dizei-o à luz do dia; o que escutais ao pé do ouvido, proclamai-o sobre os telhados! Não tenhais medo daqueles que matam o corpo, mas não podem matar a alma! Pelo contrário, temei aquele que pode destruir a alma e o corpo no inferno! Não se vendem dois pardais por algumas moedas? No entanto, nenhum deles cai no chão sem o consentimento do vosso Pai. Quanto a vós, até os cabelos da cabeça estão todos contados. Não tenhais medo! Vós valeis mais do que muitos pardais. Portanto, todo aquele que se declarar a meu favor diante dos homens, também eu me declararei em favor dele diante do meu Pai que está nos céus. Aquele, porém, que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante do meu Pai que está nos céus. Palavra da Salvação.

  1. MEDITAÇÃO

Escutando este ensinamento de Jesus, é impossível não pensar nas centenas de pessoas que em nosso país, por causa de sua luta pelas causas do povo, foram presas, torturadas e condenadas. E não só no passado, mas  com frequência recebemos notícias de um lavrador, de um líder indígena, de uma ativista do meio ambiente, de uma enfermeira que perdeu a vida por lutar pelos direitos do povo. O próprio Jesus foi perseguido e passou por tribulações e incompreensões, e  aprendeu por meio do sofrimento a ser fiel ao seu Pai até à morte.

A palavra deste evangelho diz respeito a todos e todas nós, que cremos em Jesus. Não basta a gente dizer que tem fé em Jesus. Este evangelho nos lembra que ter fé implica no seguimento que exclui meias medidas. Num mundo onde cada vez mais a vida dos pobres fica mais difícil temos que pensar e agir com a consciência do Evangelho, jamais ficando do lado daqueles que não pensam nos pobres.

Nesta nossa oração, recebemos de Deus o Espírito que nos fortalece e nos dá coragem nas provações. É Ele que no anima a cultivar entre nós a tolerância e o perdão, e a cuidar da boa convivência.

  1. PRECES

Oremos a Cristo, a testemunha fiel, que intercede por nós junto do Pai e oremos:

Escuta-nos, Senhor.

  • Senhor Jesus, sustenta as comunidades cristãs, para que fiéis à tua palavra colaborem por um mundo mais humano e mais justo.
  • Diante das afrontas e das injustiças, afasta do teu povo  todo medo que paralisa.
  • Fortalece os defensores do meio ambiente, os profissionais da saúde e todas as pessoas que dão a vida para que a paz e o amor prevaleça.
  • Firma, as organizações populares que lutam por terra e moradia, que nunca lhes falte determinação na busca de dias melhores.
  • Preces espontâneas… Quem preside conclui:

Atende-nos, ó Pai, por Cristo Jesus, na unidade do Espírito Santo. Amém.

  1. PAI NOSSOQuem preside faz o convite:

Obedientes à palavra de Jesus, sob a inspiração do seu Espírito que ora em nós, rezemos com confiança: Pai nosso…

  1. BÊNÇÃO

Que o Deus de toda consolação disponha na sua paz os nossos dias, sempre nos liberte de todos os perigos, confirme nossos corações em seu amor e nos faça perseverar nas boas obras, hoje e sempre.

Abençoe-nos, o Pai e Filho e Espírito Santo.  Amém.

 

ORAÇÃO À MESA

– Estando  todos/as em torno da mesa , quem preside faz a oração:

Senhor Jesus, vendo a multidão cansada e abatida, mostraste toda a tua compaixão e empenhaste a tua vida a serviço da vida.  Nesta hora difícil em que tantas famílias estão em grande dificuldade para ter o pão à mesa, nós te pedimos: “dá o pão a quem tem fome e fome de justiça a quem tem pão”.   Derrama a tua bênção sobre nós e este alimento e fortalece a união entre nós e com nossos vizinhos e amigos. Por Cristo, nosso Senhor. Amém. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Clique na opção que deseja e baixe o roteiro:

12° DOMINGO DO TEMPO COMUM -2020 – VERSÃO PARA CELULAR

12° DOMINGO DO TEMPO COMUM -2020 – VERSÃO PARA IMPRESSÃO

COLABOREM COM A REVISTA DE LITURGIA

ASSINE, RENOVE E DIVULGUE A REVISTA DE LITURGIA!!!

Assinatura Anual Digital

Assinatura Anual Impressa

Revista de Liturgia Ed 279 – No templo de suas casas: um povo sacerdotal

Related Posts

Deixe uma resposta