Dia do Senhor

DIA DO SENHOR: SOLENIDADE DA ASCENSÃO DO SENHOR ANO A

24 de maio de 2020

1. Aprofundando os textos bíblicos: Atos dos Apóstolos 1,1-11; Salmo 47 (46); Efésios 1,17-23; Mateus 28,16-20
O evangelho pertence à parte conclusiva de Mateus (26 a 28), que narra a paixão, morte, ressurreição e glorificação de Jesus Cristo. O texto de hoje destaca a experiência do Ressuscitado e a missão das comunidades primitivas. A Galiléia é o lugar onde Jesus iniciou seu ministério e proclamou o Reino de Deus com palavras e ações misericordiosas (4,12-17). Na montanha, Jesus anunciou o seu programa libertador (5 a 7). Ressuscitado, Jesus se revela de modo especial através de suas palavras, que orientam a vida e a missão dos discípulos. Eles o reconhecem e o adoram como o Senhor glorioso (v.17), que manifesta sua autoridade plena no céu e na terra. A comunidade de discípulos e discípulas, com suas dificuldades e dúvidas, recebe novamente (cf. cap.10) a tarefa de continuar a missão de Jesus. Mas o significado universal da ressurreição de Cristo abre o horizonte da comunidade. A tarefa evangelizadora destina-se agora a todos os povos. Toda a comunidade recebe a ordem de fazer discípulos, batizando-os e ensinando-os a observar os ensinamentos deixados por Jesus. O batismo realça o compromisso com uma vida renovada com o Pai, revelado pelo Filho e presente mediante o Espírito. Os discípulos são encorajados com a presença constante de Jesus ressuscitado, o Deus-conosco (cf. 1,23; 18,20), que promete guiar sua caminhada para sempre (v.20). Na 1ª leitura, o Espírito do Senhor ressuscitado acompanha o testemunho e a missão dos discípulos em Jerusalém, Judéia, Samaria, e até os confins da terra (v.8). O número 40 é simbólico, ligado especialmente à preparação dos discípulos para a missão. A 2ª leitura ressalta que a glória de Deus, manifestada na ressurreição e exaltação de Jesus, permanece na vida das comunidades cristãs, pois formam o corpo de Cristo.

2. Atualizando
A festa da Ascensão celebra a glorificação de Jesus e sua presença constante no meio de nossas comunidades, chamadas a evangelizar através do testemunho e ações solidárias. Por meio de sua presença viva e palavras, o Senhor ressuscitado continua orientando nossa missão de anunciar o Reino, promovendo a vida e a dignidade das pessoas. Em Cristo, Senhor da vida, formamos o seu corpo, a manifestação de sua presença ativa na história.

3. A palavra de Deus na celebração
Celebramos hoje o mistério da ascensão do Senhor. Ele, que “após a ressurreição, apareceu aos discípulos e, à vista deles subiu aos céus, a fim de nos tornar participantes da sua divindade” (prefácio da ascensão II). Comendo e bebendo do corpo e sangue glorioso do Senhor já participamos das realidades do céu.

4. Dicas e sugestões
Nos lugares onde as celebrações Eucarísticas já voltaram, hoje pode ser dado um destaque ao envio em missão, utilizando uma bênção solene, conforme o Missal Romano. (Outras sugestões vejam no Dia do Senhor: guia para as celebrações das comunidades, ciclo pascal ABC, p. 338-347).
Para as celebrações feitas em casa, veja o roteiro oferecido pela Revista de Liturgia.

 

COLABORE COM A REVISTA DE LITURGIA: RENOVE, ASSINE, DIVULGUE!

Revista de Liturgia Ed 279 – No templo de suas casas: um povo sacerdotal

Assinatura Anual Digital

Assinatura Anual Impressa

 

Related Posts

Deixe uma resposta