Celebrar em Casa

Domingo do tesouro escondido e da pérola encontrada – 17º do Tempo Comum – 2020

Roteiro: Penha Carpanedo, da Congregação Discípulas do Divino Mestre (Apostolado litúrgico), membro da Rede Celebra de animação litúrgica.

Prepare um espaço com cadeiras em circulo, coloque no centro sobre um tecido a bíblia e uma vela, convide as pessoas para se juntarem [mantendo a necessária distância]. Alguém acende a vela. Todos ficam em silêncio por algum tempo. A pessoa que vai presidir começa a celebração com os versos da abertura.

1. ABERTURA
Quem preside canta, os demais repetem fazendo o sinal da cruz enquanto canta o primeiro verso:

– Vem, ó Deus da vida, vem nos ajudar! (bis)
Vem não demores mais vem nos libertar. (bis)
– Venham adoremos, Cristo ressurgiu! (bis)
A criação inteira, o Senhor remiu. (bis)
– Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo Espírito. (bis)
Glória à Trindade Santa, glória ao Deus bendito! (Bis)
– Aleluia, irmãs, aleluia irmãos. (bis)
Povo de sacerdotes, a Deus louvação. (bis)

2. RECORDAÇÃO DA VIDA

Acolhemos este santo dia de domingo que chega como dom do nosso Deus, trazendo no seu seio o mistério da Vida que vence a morte, para a nossa alegria e o nosso descanso.
Recordamos o mistério do reino que se manifesta em pessoas e grupos que o descobrem e investem a vida para apressá-lo em nosso mundo.

Quem preside, convida as pessoas a retomarem a semana que passou, a lembrar as coisas boas, também os fatos e situações que manifestam o reino presente no meio de nós.

3. SALMO 119[118]

Façamos nossas as palavras deste salmo e peçamos a sabedoria divina e a graça de sempre observarmos seus ensinamentos.

Nem mesmo o sol que faz o dia
Brilha mais forte que a palavra que nos guia!

1.Tua palavra pros meus pés é uma lanterna
No meu caminho é a luz que me governa…
– Por isso eu juro e, jurando, eu sustento:
Obedecer estes teus justos mandamentos!

Aleluia, aleluia! (bis)

2.Minha aflição, ó meu Senhor, é de morrer;
Por tua palavra, vem fazer-me reviver…
– Que te agradem as ofertas de meus lábios;
De tuas leis, ó meu Senhor, me faze sábio.

3.A minha vida mal seguro em minhas mãos,
Mas de tua lei é que jamais esqueço não…
– Os malfeitores vêm e prendem-me com laço;
Dos teus preceitos, ó Senhor, jamais me afasto!

4.Teus testemunhos, minha herança para sempre,
A alegria do meu coração contente…
– Eu me dedico a praticar as tuas leis,
Minha recompensa para sempre assegurei!

5.Sol de justiça, Jesus Cristo, meu Senhor.
Tu és, do Pai, a glória, o brilho, o esplendor…
– Os corações com teu Espírito iluminas,
O teu caminho de verdade e vida ensinas!

Oração silenciosa

4. ORAÇÃO
Oremos ao Senhor… [breve silêncio]

Ó Deus, nossa força e nossa esperança,
tu santificas as nossas vidas
com a ternura do teu Espírito.
Derrama sobre nós a tua misericórdia
para que, guiados e conduzidos por ti,
pratiquemos a justiça na terra
e testemunhemos firmemente o teu reino.
Por Cristo nosso Senhor. Amém.

5. REFRÃO – para acolher o evangelho

Mandai o vosso Espírito Santo,
o paráclito aos nossos corações
e fazei-nos conhecer as Escrituras,
as Escrituras que foram por ele inspiradas.

6. LEITURA DO EVANGELHO – Mateus 13,44-46.52.
– Uma pessoa da casa faça pausadamente a leitura:

Leitura do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus.
Naquele tempo, disse Jesus à multidão: ‘O Reino dos Céus é como um tesouro escondido no campo.
Um homem o encontra e o mantém escondido. Cheio de alegria, ele vai, vende todos os seus bens e compra aquele campo.
O Reino dos Céus também é como um comprador que procura pérolas preciosas. Quando encontra uma pérola de grande valor, ele vai, vende todos os seus bens e compra aquela pérola.
Assim, pois, todo o mestre da lei, que se torna discípulo do Reino dos Céus, é como um pai de família que tira do seu tesouro coisas novas e velhas.

Palavra da Salvação.

7. MEDITAÇÃO

– Quem preside lê o texto abaixo e abre para a partilha do grupo:
As parábolas do tesouro escondido e da pérola preciosa aprofundam o tema do reino como mistério.
Os discípulos, os pequenos, os cansados compreendem que o reino de Deus se dá a conhecer.
E isso acontece sem qualquer esforço por parte de quem o encontra. É pura gratuidade.
O Evangelho enfatiza justamente a alegria e o desprendimento de quem encontra o tesouro ou a pérola.
Não se trata de uma troca, nem de comércio. Estas duas parábolas de Jesus, salientam que nada é maior do que descobrir a alegria do Evangelho.
O reino já está presente, foi manifestado naquilo que Jesus ensina e realiza. Não basta entender, o mestre do saber precisa tornar-se discípulo. Quem se torna discípulo ou discípula do reino é alguém que não acumula doutrina ou um conhecimento intelectual; nem é alguém que pratica determinadas regras morais. Ou seja, o seguimento de Jesus é adotar a sua Palavra na vida como uma conduta. É alguém que sabe discernir entre o velho e o novo.
A nossa celebração que realizamos nesta pequena Igreja que somos nós, nesta casa, não é apenas nosso culto a Deus, expressão de nosso carinho e dever para com Ele. A nossa reunião de oração se torna, por excelência, o lugar onde fazemos a experiência do reino, onde somos iniciados nos seus mistérios, onde nos são revelados seus símbolos e a sua linguagem.

8. PRECES

Tendo escutado a palavra de Jesus, elevemos a Ele as nossas preces.

Ó Senhor, escuta a nossa prece.
– Dá Senhor, às Igrejas cristãs, o entusiasmo para despertar as novas gerações à alegria do Evangelho.
Ó Senhor, escuta a nossa prece.

– Senhor Jesus, luz do coração, tu conheces nossa sede e nossa busca de sentido da vida guia-nos à fonte da tua palavra.
Ó Senhor, escuta a nossa prece.

– Ó Cristo, tesouro escondido, ilumina todo ser humano para que encontre em ti a verdadeira alegria.
Ó Senhor, escuta a nossa prece.

– Cristo, amigo dos pobres, desperta em nós um profundo senso de justiça e de solidariedade que comprometa a nossa vida em todas as coisas que fazemos.
Ó Senhor, escuta a nossa prece.

– Nós te pedimos pelos doentes e por todas as pessoas que terminam sua vida no isolamento.
Ó Senhor, escuta a nossa prece.

– Confiamos à tua misericórdia os que são condenados a prisões e ao exílio.
Ó Senhor, escuta a nossa prece.

– Preces espontâneas… Quem preside conclui:

Atende-nos, ó Pai, por Cristo Jesus, na unidade do Espírito Santo. Amém.

9. PAI NOSSO – Quem preside faz o convite:

Obedientes à palavra de Jesus, sob a inspiração do seu Espírito que ora em nós, rezemos com confiança: Pai nosso…

Oração
Ó Deus, alegria dos que creem em ti,
Jesus, teu filho, nos revelou o mistério de teu amor.
Olha com carinho para todos e todas que,
pelos mais diferentes caminhos,
procuram o teu rosto nas lutas e noites da vida.
Liberta-nos de tudo o que nos escraviza,
para procurarmos, em primeiro lugar,
o reino e sua justiça!
Por Cristo, nosso Senhor. Amém!

10. BÊNÇÃO

A paz de Deus que supera todo entendimento guarde nossos corações no amor de Deus e de seu Filho Jesus Cristo. Amém
Abençoe-nos, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

BÊNÇÃO À MESA

Senhor, nós te agradecemos por esta mesa que nos reúne e por estes alimentos, dons que recebemos de tua bondade e fruto do trabalho duro de tantas mãos deste o plantio até chegar em nossa mesa.
Esta nossa refeição recorda as muitas vezes que Jesus se reuniu com os seus, para comer e beber, nas casas, à beira do mar ou no deserto com a multidão faminta. Dá aos nossos corações a alegria da partilha e firma-nos na comunhão contigo, por Cristo, nosso Senhor. Amém.

Clique na opção que deseja e baixe o roteiro:

17° DOMINGO DO TEMPO COMUM -2020 – VERSÃO PARA CELULARr

17° DOMINGO DO TEMPO COMUM -2020 – VERSÃO PARA IMPRESSÃO

Segue as cifras das músicas que estão no roteiro.

Celebrar em Casa 17° Domingo do Tempo Comum Cifras

COLABOREM COM A REVISTA DE LITURGIA

ASSINE, RENOVE E DIVULGUE A REVISTA DE LITURGIA!!!

Assinatura Anual Digital

Assinatura Anual Impressa

Revista de Liturgia Edição 279 – No templo de suas casas: um povo sacerdotal

Revista de Liturgia Edição 280 – Comunhão espiritual?

O OFÍCIO DIVINO

Livro Ofício Divino das Comunidades 3ª Edição

CD Ofício Divino das Comunidades 1 a 6

Related Posts

Deixe uma resposta