Notícias

OFÍCIO DA NOVENA DO NATAL – 4º DIA

Livro Ofício da Novena de Natal

 

Ofício da Novena de Natal – 4º DIA (18 DE DEZEMBRO)

ROTEIRO 

  1. CHEGADA silêncio – oração pessoal…

Senhor, nós te esperamos, Senhor, não tardes mais.

Senhor, nós te esperamos, vem logo, vem nos salvar.

Acendimento da vela do advento

Bendito sejas, Deus das promessas, tu que iluminas as nossas vidas com a luz de Jesus Cristo, a quem esperamos com toda a ternura do coração. Amém.

  1. ABERTURA

– Vem, ó Deus da vida, vem nos ajudar! (bis)

Vem, não demores mais, vem nos libertar! (bis)

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo Espírito. (bis)

Glória à Trindade Santa, glória ao Deus bendito. (bis)

– Aleluia, irmãs, aleluia, irmãos! (bis)

Eis que já está bem perto, nossa salvação! (bis)

– Em pé vigilantes, juntos na oração, (bis)

vamos ao seu encontro, lâmpadas nas mãos! (bis)

  1. RECORDAÇÃO DA VIDA

Neste quarto dia da novena, mais uma vez, lembramos a Deus o mundo que pede ser libertado com seu braço poderoso.

Invocamos hoje o Senhor como Adonai!

Nesta comunhão, lembremos os fatos, os acontecimentos, as pessoas, os grupos… com quem queremos estar reunidos e unidos na oração nesta espera do novo natal do Senhor.

Convido as pessoas que estão nos acompanhando, que lembrem das pessoas que fazem parte da sua vida, suas dificuldades, suas alegrias também.

 

  1. HINO
  2. Ó vem, ó vem, Emanuel! / És esperança de Israel!

Promessa de libertação, / vem nos trazer a salvação!

Dai glória a Deus, louvai,  povo fiel,

virá em breve, o Emanuel.

  1. Ó Vem aqui nos animar, /as nossas vidas despertar,

dispersas as sombras do temor, / vem pra teu povo, ó Salvador!

  1. Ó vem Rebento de Jessé, / e aos filhos teus renova a fé,

que possam o mal dominar / e sobre a morte triunfar!

  1. Vem, esperança das nações, / habita em nossos corações,

toda discórdia se desfaz. / Tu és Senhor o rei da paz!

 

  1. SALMO 24(23)

“Bendito aquele que vem em nome do Senhor” (Lc 19,38).

Vem vindo o Senhor,

vem vindo o Rei da glória!

Que tem mãos inocentes,

com ele vai morar!

Abri as vossas portas,

que o Rei já vai chegar! (bis)

  1. O mundo / e tudo o que tem nele é de Deus,

a terra e os que aí vivem, todos seus!

Foi Deus / que a terra construiu por sobre os mares,

no fundo do oceano, seus pilares!

  1. Quem vai / subir ao monte santo do Senhor,

da sua casa vai ser morador?

Quem tem

as mãos bem limpas de toda maldade

e puro o coração na lealdade!

 

  1. Quem vai / subir ao monte santo do Senhor,

da sua casa vai ser morador?

Quem não

confia em deuses falsos, deuses vãos,

nem jura em prejuízo dos irmãos!

 

  1. A bênção, / a bênção do Senhor receberá,

justiça e salvação encontrará!

Aí / está a geração que busca a Deus,

a face do Senhor, Deus dos hebreus!

 

  1. Quem é,

quem é, então, quem é o Rei da Glória?…

O Deus forte Senhor da nossa história!

Portões / antigos se escancarem, vai chegar,

alerta, o rei da glória vai entrar!

 

  1. Quem é,

quem é, então, quem é o Rei da glória?…

O Deus que tudo pode é o Rei da glória!

Aos Três, / ao Pai, ao Filho e ao Confortador

da Igreja que caminha o louvor!

 

Silêncio… repetição… refrão…

 

Oração sálmica:

Ó Deus, Senhor da história e do mundo,

tu nos enviaste teu filho Jesus

e nele fizeste repousar tua glória e teu esplendor.

Olha o povo que busca a tua face.

Livra-nos de toda maldade e idolatria

e torna-nos dignos da tua morada.

Por Cristo, nosso Senhor. Amém.

 

  1. LEITURA BÍBLICA – Filipenses 2,6.9-11:

 

Leitura da carta aos Filipenses. Ele  tinha a condição divina, mas não se apegou a sua igualdade com Deus. Por isso Deus o exaltou grandemente e lhe deu o Nome que está acima de qualquer outro nome. Para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, no céu, na terra e sob a terra, e toda língua confesse  que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai. Palavra do Senhor.

 

Responso

Como o sol nasce da aurora, / de Maria nascerá

aquele que a terra seca / em jardim converterá.    

Ó Belém, abre teus braços / ao pastor que a ti virá.

– Emanuel, Deus-conosco, /   vem ao nosso mundo, vem!

  1. Ouve, ó pastor do teu povo,

vem do alto céu onde estás! Emanuel…

  1. Vem teu rebanho salvar,

mostra o amor que lhe tens! Emanuel…

  1. Salva e protege esta vinha,

foi tua mão que a plantou! Emanuel…

  1. Salva e confirma este eleito,

ele, que é nosso pastor! Emanuel…

   Como o sol nasce da aurora…

Ou::

Ó Adonai – aleluia.

Salva o teu povo – maranatha.

Pastor e guia – aleluia.

Mostra o caminho – maranatha.

Ressuscitado – aleluia.

Dá-nos tua paz  – maranatha.

 

  1. MEDITAÇÃOsilêncio – partilha…

Quando Deus se revelou a Moisés, na sarça ardente, confiou o seu nome: “Eu sou aquele que sou” (Ex 3,2). Esta expressão traduz o nome que em hebraico se escreve com quatro letras, impronunciáveis, consideradas sagradas pelo seu significado.  Desde então, invocar o nome do Senhor localiza-nos no contexto desta revelação, da liberdade e da aliança que nos narra o livro do Êxodo (capítulos 6-20) e que culmina com o pacto no Sinai, posteriormente expresso nos mandamentos. Os judeus sempre que encontram no texto sagrado o nome de Deus – as quatro letras sagradas – inclinam a cabeça e reverentemente dizem a palavra Adonai, que significa em hebraico “meu Senhor”, para não pronunciar o nome de Deus e assim afastar a possibilidade de dominá-lo e manipulá-lo.

A memória dos antigos prodígios do Sinai e a certeza da fidelidade do Deus da aliança fez crescer a certeza de que o “Senhor estenderá outra vez sua mão para resgatar o resto do povo” (Is 11,11 ). O salmo 130 é este grito de esperança confiante de que o Senhor virá; o salmista aguarda o Senhor como a sentinela à aurora, porque o Senhor resgatará Israel de todas as suas faltas.

Essas profecias se concretizaram na vinda de Jesus, cujo nome significa “Deus salva”. Ele, por sua ressurreição, se tornou o Cristo e o Senhor, o Adonai. É ele a nova revelação do amor de Deus, quem nos dá a nova lei. É ele o pastor e guia do seu povo. Ele mesmo, um dia, nos advertiu: “Quanto a vocês nunca se deixem chamar mestres, pois um só é o mestre de vocês, e todos vocês são irmãos… Não deixem que os outros chamem vocês de guias, pois um só é o guia de vocês, o Cristo” (Mt 23,8.10)

 

  1. CÂNTICO DE MARIA

Na espera amorosa do novo natal do Senhor, com Maria aclamamos a Jesus como o Adonai, Pastor e Guia do seu povo, e peçamos que ele nos liberte de toda pretensão de grandeza e, como outrora a Moisés, manifeste-se como salvador nas difíceis situações de nossa vida.

Ó Senhor, ó Adonai:

De Israel, do teu povo és o guia,

nu’a fogueira a Moisés te revelaste,

no Sinai a teus servos entregaste

uma Lei cheia de sabedoria,

vem trazer a teu povo alforria,

libertar com teu braço os que amaste, ó, ó.

Vem, ó Filho de Maria,

do teu povo és o guia,

quanta sede, quanta espera, quando chega,

quando chega aquele dia?…

Cântico de Maria

– A minh’alma engrandece o Senhor 

E exulta o meu esrito em Deus, meu Salvador;

– Porque olhou para a humildade de sua serva,

Doravante as gerações hão de chamar-me de bendita.

– O Poderoso fez em mim maravilhas,

E santo é o seu nome!

– Seu amor para sempre se estende

Sobre aqueles que o temem;

– Manifesta o poder de seu braço,

Dispersa os soberbos;

– Derruba os poderosos de seus tronos

E eleva os humildes;

– Sacia de bens os famintos,

Despede os ricos sem nada.

– Acolhe Israel, seu servidor,

Fiel ao seu amor.

– Como havia prometido a nossos pais,        

Em favor de Abraão e de seus filhos para sempre.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.

Como era no princípio, agora e sempre. Amém!

  1. PRECES

Irmãos e irmãs, com Maria, aguardemos vigilantes a manifestação do Filho de Deus que a todos quer salvar.

Maranatha, vem, Senhor Jesus!

– Ó Cristo, Senhor e Guia da humanidade, mostra o teu caminho aos que peregrinam em busca da paz.

– Ó Cristo, assumiste nossa fraqueza e nossa pobreza, faze-nos fortes e ricos em teu amor!

– Ó Cristo, faze de nosso coração e de todo o nosso ser a tua morada e vem nos salvar!

– Ó Cristo, guia em teu caminho todos nós que te esperamos nas estradas deste mundo…

– Ó Cristo, esperança dos mortais, dá vida e ressurreição às nossas irmãs e irmãos falecidos.

Preces espontâneas…

Já está bem perto a nossa salvação! Em comunhão com a criação inteira, que geme e sofre em dores de parto, digamos a oração que o Senhor nos ensinou:

Pai nosso… pois vosso é o reino, o poder e a glória para sempre.

Oração

Ó Deus de bondade,

olha o teu povo reunido nesta novena de Natal.

Dá-nos a graça de acolher com muita alegria

nosso Senhor Jesus Cristo que vem

e anunciar com nossa vida

o mistério de sua encarnação em nossa humanidade.

Por Cristo, nosso Senhor. Amém.

Ou:

Ó Deus, guia do teu povo,

enviaste teu filho Jesus,

para ser nosso Salvador e Senhor.

Guia-nos em teus caminhos

e escuta as preces destes teus filhos e filhas em oração.

Restaura-nos no teu amor,

manifesta a tua misericórdia e dá-nos a tua salvação.

Por Cristo, nosso Senhor. Amém.

10. BÊNÇÃO DA CASA

Quando a novena é celebrada nas casas, pode terminar com a bênção da casa. Quem coordena, diante de uma vasilha com água e um raminho verde, faz a seguinte oração:

A tua presença inunda de paz e esperança a nossa vida e tudo o que existe na terra.

No sinal desta água derrama a tua bênção sobre esta casa para que seja generosa e acolhedora com todos que aqui chegarem. Vem, Senhor Jesus.  Aceita a hospitalidade do nosso coração, e fica conosco agora e sempre. Amém.

A dona da casa passa em cada cômodo aspergindo com água, enquanto se canta:

BÊNÇÃO

O Deus da esperança, da alegria e da paz, permaneça com todos nós, agora e para sempre. Amém!

– Abençoe-nos, o Pai e o Filho e o Espírito. Amém.

– Louvado Seja nosso Senhor Jesus Cristo.

  Para sempre seja louvado!

 

Saudação à Maria 

Salve, Maria,  tu és a estrela virginal de Nazaré,

és a mais bela entre as mulheres,     

cheia de graça, esposa de José.

 

  1. O anjo Gabriel foi enviado

à vilazinha de Nazaré,

para dar um recado lá do céu,

àquela moça que casara com José.

  1. Maria, ao ver o anjo, se espantou

e o anjo disse nada temer,

pois ela tem cartaz lá pelo céu

e o próprio Deus, um dia, dela irá nascer.

  1. Maria acha difícil esta mensagem

e o anjo afirma que Deus fará

e sua prima Isabel, embora velha,

vai ter um filho que João se chamará.

  1. Maria fez-se escrava do Senhor

e apresentou-se para a missão,

de ser a imaculada mãe de Deus

contribuindo para nossa salvação.

 

 

COLABORE COM A REVISTA DE LITURGIA

RENOVE, ASSINE, DIVULGUE A REVISTA DE LITURGIA!

 

Revista de Liturgia Ed 275 – A ação de Graças na Celebração dominical da Palavra

Assinatura Anual Digital

Assinatura Anual Impressa

Related Posts

Deixe uma resposta